Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

TOC: Sintomas de doenças psiquiátricas cujo pacientes procuram o cardiologista.

transtorno_compulsivo_obsessivo-tocTranstorno mental comum e faz parte dos transtornos de ansiedade. Ele se manifesta principalmente pelos comportamentos compulsivos e dos pensamentos obsessivos. As obsessões são pensamentos que invadem a mente de forma repetitiva e persistente. São sentidos como pensamentos estranhos ou impróprios, e geralmente acompanhados de medo, angústia, culpa ou desprazer. O indivíduo com TOC, mesmo desejando ou se esforçando, não consegue afastar ou suprimir estes pensamentos de sua mente.

Obsessões mais comuns: preocupação excessiva com sujeira, germes ou contaminação, dúvidas, preocupação com simetria, exatidão, ordem, pensamentos, cenas ou impulsos indesejáveis e impróprios, e preocupação em armazenar, guardar coisas inúteis, com checagem.

Já as compulsões (ou rituais) são comportamentos voluntários e repetitivos, executados em resposta a obsessões. Elas podem aliviar momentaneamente a ansiedade associada às obsessões, levando o individuo a executá-las toda vez que sua mente é invadida por uma obsessão. Exemplos mais comuns: lavagem ou limpeza, checagem, verificações ou controle, repetições ou confirmações, contagens, ordem, simetria, sequência ou alinhamento, acumular, guardar ou colecionar objetos sem necessidade (colecionismo), e compulsões mentais (rezar, repetir palavras, frases, números).

Diagnóstico

Feito por avaliação psiquiátrica detalhada, na qual se identificam, além dos pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos, os prejuízos causados por estes sintomas no dia a dia do paciente, como dificuldades na escola, no trabalho, nos relacionamentos pessoais e afetivos.

Tratamento

Os tratamentos mais efetivos incluem o uso de medicamentos, principalmente os antidepressivos. A principal classe de antidepressivos usados são Inibidores Seletivos de Recaptação da Serotonina (ISRS) como a fluoxetina, a sertralina, a paroxetina, o citalopram, a fluvoxamina e o escitalopram. Outro muito usado é a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). A associação entre o tratamento medicamentoso e psicoterápico é a mais efetiva no controle dos sintomas de TOC do que cada intervenção isolada.

Fonte: Conteúdo elaborado pela equipe do Laboratório de Neurociências do Instituto de Psiquiatria da HCFMUSP – São Paulo.
Referências: Classificação Internacional das Doenças (CID-10)/Manual de Estatística e Diagnóstico dos Transtornos Mentais (DSM-IV TR).
Anúncios

One Response to Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s